Civilização

Andava a algum tempo procurando uma definição do que é civilização/civilizado. Isto porque na sociedades de hoje esse conceito parece ser muito importante. Diz-se que os países “de primeiro mundo” são mais civilizados. Mas o que isso significa?

A primeira coisa que vêm à cabeça é a noção de que existe uma maior atuação do terceiro setor (indústria) ou até do quarto (serviços). Entretanto, essa acepção traduz apenas uma definição econominicista. Eu procurava algo mais fundamental.

Depois de um tempo pensando nisto, a conclusão a que cheguei é que ser civilizado significa na realidade seguir regras implícitas. Quanto mais regras implícitas se segue, mais civilizado se é. De alguma forma isso é relacionado à educação do indivíduo, a qual forma a educação de um país, e a qual, por sua vez, leva a uma imagem de civilização.

Seguir regras implícitas não quer dizer seguir a lei. As leis são regras explícitas. Seriam regras implícitas por exemplo não fumar junto de pessoas que não fumam. Se a pessoa pede licença ela está sendo educada (ou cínica), mas não está seguindo a uma regra implícita. Está na realidade tentando contorná-la. O mesmo se aplicaria a não jogar lixo no chão. Não é proibido por lei que se jogue lixo no chão mas o cumprimento desta regra torna o indivíduo mais civilizado. Outro exemplo seria o exercício do direito de voto. Se a pessoa não vota está minando a regra implícita da democracia que é a livre participação e decisão conjunta.

Como saber se o pais é civilizado? Uma boa forma de medir isso é pela quantidade de sinais necessários para guiar a pessoa a cumprir as regras. Sinais como “Não fume” ou “Não jogue lixo no chão” seriam desnecessários se todas as pessoas da sociedade fossem civilizadas, ou pelo menos, a maioria fosse. Um outro fator é o desdém por padrões (que são regras implícitas) e desprezo por quem segue as regras.

O desdém e o desprezo para com as pessoas, que pela sua consciência seguem as regras e são indivíduos civilizados, destrói as tentativas de estimular outros a seguirem as regras. Logo, destrói qualquer tentativa de civilização.

Muitas vezes, em países menos civilizados são criadas regras explícitas para levarem as pessoas a fazer o que é correto. Exemplo disso são as leis relacionadas a proibição de se fumar em elevadores ou restaurantes. Leis de proteção ambiental, como a proibição de afixação de cartazes em espaços públicos, a proibição de jogar lixo nas vias públicas, ou simplesmente proibições como “não colha as flores”.

Às vezes a civilização é algo muito escondido nos detalhes. Frases como “Proibida a entrada” demonstram uma civilização diferente da maioria das pessoas que frases como “Área Restrita. Não entre”.

A cultura é algo que é próprio de cada nação/região/grupo etc., mas a civilização não é. Todos podemos ser civilizados mesmo pertencendo a nações, regiões, grupos diferentes. Contudo, a resistência à civilização é um traço da cultura e é isso que causa as diferenças. Países “menos civilizados” não são aqueles com pior economia, são aqueles com mais resistência a seguir regras implícitas de sociedade. Essa resistência, no fim, se reflete na economia, na política, na educação, e portanto, na produção científica, artística e filosófica de um país.

Anúncios

7 opiniões sobre “Civilização”

  1. Ola Sergio. Li seu blog pois buscava responder uma duvida digitando no Google: Que é civilização ? o muito pouco que você escreveu sobre o tema (se é que é muito pouco pois pra mim é muito)já me armou de novas concepções com clareza e objetividade, principalmente sobre regras implicitas e explicitas. Genial!. Como você sou físico mas formado pela Universidade Estadual de Londrina, UEL, do Estado do Paraná, Brasil. Entretanto me interesso muito por Economia e busco pra ela principios que a organize de forma objetiva e matmaticamente fique mais coerente derivando daí uma econometria com base em fundamentos mais sólidos. Sem se presunçoso mas parafraseando Einstein pretendo o geral deixando os detalhes à posteridade. A proposito posso adiantar minha formula fundamental para a economia:
    E=(1/e).(g1.P + g2.I) em que e é a escassez, P é povo,população (de humanos, de animais,…), I as instituições sociais publicas e privadas; g1 e g2 são operadores administrativos ( gerencia ). Intuitivamente sei que tais operadores possuem uma determinada forma que busco racionalizalas. Cumpre notar as relações desses operadores com os fatores de produção natureza, mão-de- obra, capital e conhecimento, por exemplo. Me orientam nas pesquizas teoricas os professores Adam Smith,M.Kalecki, J.K.Galbraith, Peter Druker e R.Heibroner, entre outros. Como tambem tenho como religião cristã o Espiritismo faço questão de mencionar o brasileiro Ney Lobo e sua obra Filosofia Social Espírita.
    Li sobre Mecanica Quantica e confesso que não me sinto enquadrado em nenhum daqueles mencionados no inicio. Por falar em quantica tempos atras andei meditando se não seria acaso as linhas de força de campo sujeitas a função de onda ao invés da particula?
    Obrigado pela atenção.Criticas e sugestões me são uteis e muito espero resposta.

  2. Uma correção em tempo:
    As instituições em seu conjunto necessitam de territorio e formam o governo G=g2(Ipriv + Ipub).Se P representar animais ou plantas segue que G representaria os ecossistemas a não ser que estejamos face a instituição zoologico com animais e administrada por humanos, citando um exemplo grosseiro.

  3. Extraido Texto – Sergio Taborda
    “A cultura é algo que é próprio de cada nação/região/grupo etc., mas a civilização não é. Todos podemos ser civilizados mesmo pertencendo a nações, regiões, grupos diferentes. ”

    Comentário:

    Todos nós podemos ser civilizados mas o capital separa os individuos em classes sociais, e essa classe sociais, impõe sua cultura e costume.

    Extraido Texto – Sergio Taborda
    “Contudo, a resistência à civilização é um traço da cultura e é isso que causa as diferenças. Países “menos civilizados” não são aqueles com pior economia, são aqueles com mais resistência a seguir regras implícitas de sociedade. Essa resistência, no fim, se reflete na economia, na política, na educação, e portanto, na produção científica, artística e filosófica de um país.”

    Comentário:

    Historia é regida pela a requiza , dominio intelectual e dominio cultura, uma nação que consume a outra e transforma em um bizarro seres humanos que herdam toda a violencia e desprezo que trazem ao simple interesse economico, temos ai as colonização de exploração e as colonização de povoamento.

    1. Ser civilizado nada tem a haver com riqueza. Tem a haver com educação. E educação não se compra. Ou se tem, ou não se tem.
      Um pobre pode ser civilizado tanto ou mais que um rico.
      Civilizado significa seguir regras. Civilização significa estipular regras que podem ser seguidas.

      1. Então ser civilizado é o meio em que você vive, pois a educação é o acesso a informação e a informação não tem em meio de pobreza, ora o pobre pode ser educado ou pode ter carater, ter carater não é necessário ser rico ou ter informação e ser digno e honrado.
        Mas pra ser honrado, tem que ter acesso, a boa moradia, a boa escola, a alimentação e a formação social e estar em meios de algo que possa ser no minimo civilizado e não um excluido.
        Quem mora em meio de favelas tem mais acesso a violencia, a drogas, prostituição, então estou nesse meio civilizado de pouca requiza e pouca informação.
        A condução de regras e algo que visa o entendimento delas, na janela de quem esta jogado ao descaso e ao desamparado de uma sociedade, pouco importa para ela se quer ou não torna-se civilizada , a mesma não tem nada a perder no sentindo de civilização ,ela é civilizada ao meio de um mundo em que vive.

      2. Não. Ter carácter, honra, dignidade, moral e virtude são qualidades de qualquer ser humano independentemente de status, riqueza, formação acadêmica , região ou pais. Ser civilizado não é apenas ter estas qualidades, mas nutri-las, ensiná-las e fazê-las prevalecer. É cuidar para elas sejam mantidas e repeitadas. Não é preciso ser privilégiado com moradia para ser honrado. Nem escola para ser educado.
        A escola trás formação acadêmica, nada mais (e às vezes nem isso).
        As drogas são consumidas por que não mora na favela. São esses mentecaptos que não entendem que são um câncer para a sociedade. A sociedade é culpada por produzir estes mentecaptos. O resultado é o auto-flagelo que a sociedade se impõe criando seus próprios demônios, executores e carrascos. O trafico só existe porque existem consumidores, e estes só existem porque eles próprios são mentecaptos desprovidos de carácter e moral.
        O mal verdadeiro está na falta de responsabilidade de uma sociedade formada por Pilatos que todos os dias lavam as mãos. Lavam as mão de incutir valores nos seus filhos, parentes, alunos, colegas, … Todos os dias baixam a cabeça aos valores que fazem o ser humano ser diferente dos animais. Bandidos nada mais são que predadores e a presa só é apanhada quando desiste.

        Uma sociedade desprovida de orgulho das suas qualidades profundas de seres humanos, sem vergonha dos seus pares, sem asco das ações dos seus chefes, e sem coragem de os enfrentar é uma sociedade à mercê de todos os predadores. A única solução é incutir valores , civilização, orgulho das qualidades e vergonha dos erros em cada um de nós e em todos, pois enquanto não sentirmos real vergonha das ações que são tomadas em nosso nome, continuaremos nos auto-desresponsabilizando pelas ações que deixamos tomar em nosso nome. Ser civilizado significa ser educado, e ser educado significa conhecer o valor do ser humano, não dos livros , dos lugares, dos números ou das letras.

      3. Sergio ,

        Acredito que a dinifição ao qual você colocou esta correta sim, mas ela é idealista, ou vai ao sentido platonico.
        Se temos mentacapto, então o que são os meios de comunicação que atiraram toda a informação ou desprovida de qualquer natureza de regras, a internet mesmo deve ser a maior fabrica de todas as formas de imprudencia, pois não se entende a liberdade de informação e caem em um vazio em tanto excesso e excesso pela facilidade de tudo.
        A condução de se contruir ou estar civilizado tem origem de meio de seres inteligentes e educados.
        Podemos ter seres inteligentes e educados, ter seres inteligentes e metacaptos, então ai vem a fusão disso é sociedade, e a civilização é o governo e seu estado(pessoas o conjunto disso) .Ai vem todo um contexto de historia desde a escravidão e herarquia, reinados e governos.Quem escraviza negros eram providos de valores, ou eram seres providos de interesses, ou então uma civilização que se achava-se superior a outra raça.Governos são mentacaptos as pessoas são peças vão se tornar pilatos , e dessas peças é o que vem “O Gâmbito do Peão”, seres que tem melhores instruções que outros os atacam e fazem suas regras e jogo.A sociedade é um meio de transformação, e nessa o cidadão vai ter seus contatos e formar suas opiniões e ser educadar,nesta sua trajetório de vida, pode mudar seus valores e pensamentos.O ser humano é a sua vontade isso sempre foi historia, mas essas regras elas podem ter varios contextos complexos, tendo ai cultura, raça e religião.Na india a vaca é sagrada, e outro Paises a fome corre solta, e em outros ainda a guerra não acabou.Sim precisamos de regras e ser dignos, sim precisamos buscar valores, sim devemos ser informados, mas não podemos ser inocentes nas questões que ainda buscam justificativas de ser, não tem com finalizar mas podemos ter referencias, modelos, pessoas ,literaturas, pesquisas ,histórias.

Deixe uma Resposta

Please log in using one of these methods to post your comment:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

w

Connecting to %s